Posts Tagged 'warner channel'

Fã clube da Phoebe Buffay

 

Eu sou uma órfã de Friends, por isso mesmo tenho quase todas as 10 temporadas em casa. Posso assistir cem vezes o mesmo episódio e ainda assim me pego rindo com tamanha bobagem. Não ouso ter um personagem preferido, mas tenho que reconhecer que Phoebe e Chandler se superam. Estou na frente da tv hoje (sábado) vendo Maratona Friends. Está passando um episodio antigo hilário em que Phoebe, cantora e violonista sofrida, foi convidada para cantar para crianças numa livraria. Phoebe tem músicas incríveis compostas por ela mesma. Mas a cara das crianças ao escutar suas canções compromissadas coma verdade é impagável. Eis ai duas delas:

 Grandma 

Now grandma’s a person who everyone likes
She brought you a train and a bright shiny bike
But lately she hasn’t been coming to dinner
And last time you saw her she looked so much thinner.
Now your mom and your dad said she moved to Peru,
But the truth is she died and someday you will too
La-la-la-la-la…

 

Canção da Vovó
A vovó é uma pessoa que todo mundo gosta
Ela comprou um trem e uma bicicleta brilhante para você

Mas ultimamente ela não tem vindo ao jantar
E a ultima vez que você a viu e ela parecia mais magra.

Agora sua mãe e seu pai dizem que ela se mudou para o Peru
Mas a verdade é que ela morreu e um dia você também vai
La-la-la-la-la… Grandma

 

Barnyard Animals

Oh the cow in the meadow goes “moo”

Oh the cow in the meadow goes “moo”
Then the farmer hits him on the head and grinds him up
And that’s how we get hamburgers.
Nowwwww chickens!


Animais do Curral
Oh a vaca no pasto faz “moo”
Oh a vaca no pasto faz “moo”
Depois o fazendeiro as corta na cabeça e os tritura
E é assim que nós temos os hamburgueres
Agoraaaaa as galinhas!

C.

Pushing Daisies: comédia, romance e drama na medida exata

Num pecado terrível esqueci de citar entre as minhas séries preferidas a mais nova queridinha das séries (na opinião de críticos e do público): Pushing Daisies, todas às quintas na Warner. No Brasil estamos assistindo ainda os primeiros episódios da primeira temporada, o bastante pra saber que P.D. é realmente diferente de tudo que está hoje no ar. Sempre digo que a série lembra muito os filmes do Tim Burton. Um mundo meio mágico, onde drama e comédia se misturam numa química perfeita. Roteiro impecável!!! E ainda tem romance. Ned, um homem que tem a incrível habilidade de trazer as pessoas (mortas) à vida com apenas um toque, também pode matá-las novamente ao tocá-las pela segunda vez. Ele ressuscita Chuck, um amor de infância, e agora diante da mulher amada, não pode tocá-la. As soluções que ambos tramam para poderem estar juntos são de uma doçura sem igual. Como no dia em que desejavam dançar junto e arrumaram uma roupa daquelas de apicultor para poderem realizar esse desejo. Melhor série da temporada! Recomendadíssima.

C.

 


A observadora

Sou Cibele Tenório, jornalista (com diploma – para total escândalo de Gilmar Mendes), webaholic, mulher de fases. Seja bem vindo!

Eu lá no twitter

Arquivos

RSS Observatório do Cotidiano