Posts Tagged 'sonhos'

Teus caminhos, mais profundos

I saw one cloud and thought it was a sky
I saw a bird and thought that I could follow
But it was you who taught that bird to fly
If I let you reach me will you teach me?
For You know better than I
You know the way
I’ve let go the need to know why
I’ll take what answers you supply
You know better than I

(do filme José, o rei dos sonhos)

C.

Anúncios

Um dia para ficar mais velha

 

Depois de manhãs nubladas uma atrás da outra, abri a janela de casa  e me deparo com um céu azul daqueles. Inda nem era 7h00 e o sol já estava a pino. Essa é a Maceió que conheço, a Maceió que gosto. Semana com tempo nublado e uma sexta-feira ensolarada. Logo no dia do meu aniversário, o sol  saiu para me dar as caras. Pareceu-me um presente proposital do Criador.

 

Depois pensei que seria pretensão  minha, achar que o dia hoje está deslumbrante  só porque hoje é meu aniversário. Segundos depois, lancei fora o ceticismo e pensei: “Por que não?”

 

Indo para o dentista agora pela manhã já me pegava pensando de que já sou alguém com uma boa bagagem de histórias para contar. Um quarto de século. Já não subo escadas com a mesma velocidade de antes. Já não danço com o fôlego de antes. Devo começar a usar a partir dessa data os cremes de rejuvenescimento da Avon ou da Natura, pois todos são indicados para moçoilas a partir dos 25 anos. Prometo maneirar na  junk food, comerei menos sanduíches e beberei menos coca-cola (disso não estou muito certa). Ficarei mais culpada ao comer uma panela de brigadeiro inteira, pois sei que o metabolismo por mais ágil que seja, um dia cansa dessas loucuras. Tentarei dormir mais cedo se é que isso será possível.

 

Estou no meio termo, quase saindo da casa dos vinte e poucos anos. Carrego comigo tudo que preciso. Continuo cabeça dura com o que acredito, pra me convencer você tem que ter bons argumentos. Trago comigo sonhos antigos, novas paixões e um mundo todo pela frente.  E como diria a canção do Gonzaguinha: “eu apenas queria que você soubesse que aquela alegria ainda está comigo”. Sim, poderei abrir mãos de sanduíches gordurosos, mas da alegria e do humor não abro mão jamais.

 

Um dia todo pela frente. A única expectativa que carrego comigo é de receber o abraço carinhoso das pessoas que realmente se importam e por isso já comecei o dia bem. Folia aqui na redação, lanches deliciosos e pessoas queridas.

 

O dia continua lindo. E muita coisa ainda vem pela frente. Digo não só hoje, mas amanhã e depois e depois.

 

Usando as palavras de Djavan que amo: “Vou andar, vou voar par ver o mundo, nem que eu bebesse o amor, encheria o que eu tenho de fundo!”

 

C.


A observadora

Sou Cibele Tenório, jornalista (com diploma – para total escândalo de Gilmar Mendes), webaholic, mulher de fases. Seja bem vindo!

Eu lá no twitter

Arquivos

RSS Observatório do Cotidiano