.ciranda

Imagem

Na ciranda leviana vi todos serem teu par.

Mas há de existir um lugar,

A ponte da transição.

Todos acham ter saído ilesos. Ilusão.

Grandes ladrões no salão,

Girando, girando conforme a música.

Não se deram conta que o fim da dança

Pode vir antes do fim da canção.

É preciso saber a hora de se retirar com elegância.

Assim como é preciso permitir-se  entrar exuberante

com vestido rodado

No meio da multidão.

De pés descalços , lábios fechados e  alma descansada,

Dançarei só. Dei o que tinha.

E cada passo será como uma leve lembrança .

C.

Anúncios

0 Responses to “.ciranda”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




A observadora

Sou Cibele Tenório, jornalista (com diploma – para total escândalo de Gilmar Mendes), webaholic, mulher de fases. Seja bem vindo!

Eu lá no twitter

Arquivos

RSS Observatório do Cotidiano


%d blogueiros gostam disto: