A vida além do sorriso de Patrícia Poeta

 

8eftusm

Cansada, não fui pra igreja hoje à noite. Estou assistindo ao Fantástico. Não porque seja um programa bom, mas é a força da tradição. Lembro que quando criança acabava o programa dos Trapalhões e começava o Fantástico. Hu-hu-há hu-hu-há  (tentativa de reproduzir a música de abertura).Era assim todo domingo.

Terminou uma entrevista dramática com a mãe da menina assassinada em Curitiba essa semana. Que dor ver a mãe escutando os recadinhos carinhosos da filha no celular… Acabou a matéria e no mesmo instante  Patrícia Poeta e Zeca Camargo estão sorrindo chamando a próxima matéria que mostra os bastidores da gravação da novela Caminhos da Índia. Como assim?? Mas porque ainda me espanto?

 A televisão corre contra o tempo. É preciso falar do que acontece aqui e no mundo e ainda tem umas firulas no meio disso tudo. O problema é que levamos o ritmo do telejornal pra vida. É inconcebível que Patrícia Poeta sorria no fim de uma matéria como essa. A dor de uma mãe que perde uma filha de maneira tão trágica merece no mínimo o nosso respeito. Mas coitada da Poeta, não é culpa dela. Ela é só uma ferramenta da comunicação pós moderna.

Nos jornais os apresentadores anunciam a morte de 600 pessoas num furacão no Haiti. Corta pra câmera dois e já chama os gols do Brasileirão. Seicentas pessoas morreram  e isso é importante! Na rapidez da informação transmitida esquecemos de processar o que a informação está dizendo. Centenas de famílias choram a perda de pessoas que amam. E mesmo que isso seja do outro lado do mundo deve nos tocar.  Se a Patrícia Poeta não se importa, o problema é dela. Mas nós temos que nos importar.

No final do jornal, aprendemos isso na faculdade de jornalismo, devemos fechar com uma matéria “leve” para que o telespectador desligue a sua televisão e fique menos preocupado com o mundo que o cerca. O problema é que preocupados em deixar a sua vida mais leve, nós que trabalhamos na tv te deixamos acomodados. E taí uma coisa que jamais quero ser. E nem quero que você seja. Falcão do Rappa já cantava “Me abrace, me dê um beijo, faça um filho comigo, mas não me deixar sentar na poltrona num dia de domingo…”

Deixo com vocês um trecho do filme Rede de Intrigas, (o nome original dele é Network) um dos meus filmes favoritos. Ele exemplifica exatamente isso que falei. Esse filme é de 1976. Só para você ter idéia o Rede de Intrigas levou o Oscar de melhor ator, melhor atriz, melhor atriz coadjuvante e melhor roteiro original. É um filme que recomendo muito, pois depois de assisti-lo você não ira assistir televisão do mesmo jeito. A fala do filme de 76 parece que foi escrita hoje. Segue a tradução abaixo:

Não preciso lhes dizer que a coisa está feia.
Todos sabem que está feia.

É uma nova ‘depressão’. Todo mundo desempregado ou com medo de perder o emprego. Um dólar compra um quarto de dólar. Os bancos estão quebrando. Balconistas guardam armas embaixo das registradoras. Punks vandalizando. Ninguém em lugar algum parece saber o que fazer e não há fim para isso. Sabemos que o ar não presta para respirar, nem a comida para nos alimentar. Nos sentamos assistindo às nossas TVs enquanto o apresentador nos diz que hoje tivemos 15 homicídios e 63 crimes violentos como se esse fosse o jeito que as coisas deveriam ser?!?

Pois eu não vou deixá-los em paz.
Eu quero que vocês se enfureçam!

Eu não quero que vocês protestem ou façam um tumulto. Não escrevam para seu deputado. Porque eu não sei o que dizer pra vocês escreverem. Eu não sei o que fazer sobre a ‘depressão’, a inflação os russos e o crime nas ruas. Tudo que eu sei é que, acima de tudo, vocês têm de se rebelar! Vocês têm que dizer: “Sou um ser humano, diabos! Minha vida tem valor!”

C.

Anúncios

2 Responses to “A vida além do sorriso de Patrícia Poeta”


  1. 1 Juliano 9 novembro, 2009 às 9:28 pm

    entre um VT e outro muita coisa rola nos bastidores… muita mesmo! os apresentadores ñ assistem as materias.. há varias coisas a rever, ler, confirmar, retocar, etc… alguem fica gritando 20 segundos… 10 segundos… 5 segundos nesse momento os apresentadores estão posicionados frente a camera e sorrindo para apresentar a proxima materia.. ela é uma excelente apresentadora, sim, no pós moderno, mas que não significa essa frieza colocada no post. De qualquer forma muito bem escrito!

    parabéns pelo blog.. post antigo, achei no google rs

    abraços


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




A observadora

Sou Cibele Tenório, jornalista (com diploma – para total escândalo de Gilmar Mendes), webaholic, mulher de fases. Seja bem vindo!

Eu lá no twitter

Arquivos

RSS Observatório do Cotidiano


%d blogueiros gostam disto: