Sílaba

“Quem me dirá não o que desejo nem o que sei
Mas aquilo de que preciso
Sem botar nem tirar uma sílaba?
Quem saberá contar o enredo
Sem alterar o tom, o teor e o desfecho
Sem errar, nem mudar uma vírgula?”

Anúncios

1 Response to “Sílaba”


  1. 1 Marcelo 20 setembro, 2008 às 8:16 pm

    Flor,
    Como já disse é bom saber que existe tanta reflexão por trás desse sorriso, o que só comprova minha teoria de que você realmente é uma mulher em extinção, dessas que não se fabrica há muito tempo. E eu fico aqui, acompanhando o encanto da moça.

    Até segunda,
    Marcelo


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




A observadora

Sou Cibele Tenório, jornalista (com diploma – para total escândalo de Gilmar Mendes), webaholic, mulher de fases. Seja bem vindo!

Eu lá no twitter

  • Soninha Guajajara, mulher foda é liderança indigena, conduzindo os protestos contra Temer em Oslo.Coisa linda de se ver. 3 days ago
  • Nada como acordar e ver as notícias de i que Temer passou ainda mais vergonha na Noruega levando chamada da primeira ministra. 3 days ago

Arquivos

RSS Observatório do Cotidiano


%d blogueiros gostam disto: