Polícia Federal prende Antônio Albuquerque

 

 

De todas as instituições públicas brasileiras poucas têm tanto prestígio quanto à Polícia Federal. Alagoas toda está grudada na frente da tv ou/ e nos sites de notícias nessa manhã com a prisão do ex Presidente da Assembléia Legislativa do Estado acusado de crimes de pistolagem, Antônio Albuquerque. Num estado onde o coronelismo ainda reina, a concretização dessa prisão nos espanta.

 

C.

 

Albuquerque: ‘Sou mais um Cristo a sofrer’

Parlamentares são presos acusados de participação em crimes de pistolagem

Fonte: Gazetaweb

Uma operação conjunta entre as Polícias Federal, Civil e Força Nacional, denominada ‘Operação Resurgere’ (Ressureição em Latim), foi deflagrada no início da manhã desta sexta-feira (11).

As polícias executam 10 mandados de prisão, e 10 de busca e apreensão, expedidos pelo Juiz da 17ª Vara criminal, José Braga Neto. Entre as 10 prisões, estão incluídas a de três deputados estaduais afastados – João Beltrão (PMN), Cícero ferro (PTB) e Antônio Albuquerque (sem partido) – acusados de participação em crimes de pistolagem no Estado.
 O deputado afastado, João Beltrão (PMN), – que ainda não foi encontrado -, teve sua casa, no Conjunto Residencial Aldebaran, revirada esta manhã. Uma equipe da polícia também está de plantão em frente a outra casa de propriedade do parlamentar afastado, no município de Coruripe.

 O presidente afastado da Assembléia Legislativa (ALE), Antônio Albuquerque (sem partido), fez o exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e foi encaminhado a carceragem da Polícia Federal, junto de seu advogado Marcelo Brabo. Albuquerque foi preso em sua fazenda no município de Limoeiro de Anadia. Com ele foram encontradas duas pistolas 380 registradas. Ao sair do IML, o parlamentar disse à imprensa que é inocente. “Sou mais um Cristo a sofrer. Vou provar minha inocência”, alegou Albuquerque, acusado participação em um assassinato ocorrido em 1996.

 Cícero Ferro, que também foi afastado da Casa Tavares Bastos, por envolvimento na Operação Taturana – que investiga o desvio de cerca de R$ 300 milhões da Assembléia – já fez o exame de corpo de delito e está preso na PF. O advogado Welton Roberto, que defende Ferro e Beltrão disse que a prisão não tem fundamento, pois os crimes aconteceram há muito tempo. “O crime aconteceu há 12 anos. Vamos entrar com uma ação no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ), mas já sabendo do resultado, vamos recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ)”, alega o advogado.

 

 

 

 

Anúncios

3 Responses to “Polícia Federal prende Antônio Albuquerque”


  1. 1 sirleide 22 setembro, 2008 às 4:51 pm

    deputado Antonio Albuquerque é inocente das acusacões a ele feitas

  2. 2 Luluzinha 12 dezembro, 2009 às 10:00 am

    Toinho malvadeza eh tao inocente que da pena. Pobrezinho.

  3. 3 Junior Santos 4 outubro, 2010 às 4:25 am

    Apesar de tudo eleito mais uma vez em Alagoas sofre demais alagoanos!!!!!!43.304 (3,09%)Votos……….


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




A observadora

Sou Cibele Tenório, jornalista (com diploma – para total escândalo de Gilmar Mendes), webaholic, mulher de fases. Seja bem vindo!

Eu lá no twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Arquivos

RSS Observatório do Cotidiano


%d blogueiros gostam disto: